Breno Ferreira

Opniões e códigos de um desenvolvedor de software .NET.

Async no C#5

with one comment

Olá pessoal,

Hoje irei falar sobre um assunto bastante comentado nos últimos meses: assincronia. Assincronia está longe de ser um conceito novo, estando presente em várias linguagens a bastante tempo. No caso de linguagens C#, é possível escrever código assíncrono desde a primeira versão da linguagem.

Porque escrever código assíncrono

Operações assíncronas no nosso código são importantes quando desejamos executar alguma operação em background. Isso é de extrema importância quando precisamos ter uma interface gráfica responsiva, ou seja, que não fica bloqueada esperando alguma operação terminar. Quem nunca viu uma aplicação travar conforme a imagem abaixo?

image

Isso acontece por que a Thread responsável por tratar os comandos do usuário (geralmente chamada de UI Thread), está ocupada esperando alguma operação completar (no caso do Notepad acima, ela está bloqueada esperando um arquivo terminar de ser lido). Por isso, ela não pode executar nenhum comando do usuário. Para que isso não ocorra, devemos executar essas operações que levam um certo tempo para completar de maneira assíncrona, ou seja, em background, assim sendo possível deixar outras operações sejam executadas ao mesmo tempo.

Código Assíncrono no C#

Antes da versão 5 da linguagem, escrever código assíncrono era um tanto tedioso, e propício a erros. O desenvolvedor tinha que lidar com a interface IAsyncResult e então ter que lidar com callbacks. Abaixo está um exemplos de como isso era feito:

private void DownloadAsync(String uri)
{
	try
	{
		var webRequest = WebRequest.Create(uri);
		webRequest.BeginGetResponse(new AsyncCallback(HandleResponse), null);
	}
	catch(Exception)
	{
		Console.WriteLine("Error while downloading async");
	}
}

private void HandleResponse(IAsyncResult result)
{
	try
	{
		var response = webRequest.EndGetResponse(responseResult);
		StreamReader reader = new StreamReader(response.GetResponseStream());
		Console.WriteLine(reader.ReadToEnd());
	}
	catch(Exception)
	{
		Console.WriteLine("Error while handling download response");
	}
}

Repare que o código baseado em callbacks pode ficar meio confuso. O exemplo acima é bem simples, mas em casos mais complexos, com muitas chamadas assíncronas, o código tende a ficar bem complicado de ler, pois há “desvios” no código, e o programador é obrigado a desviar a leitura para outro trecho do código para ver a continuação da operação assíncrona. Se começarmos a adicionar IFs e Loops no código assíncrono, e ainda ter que fazer o tratamento de Exceptions, o código irá ficar bem complicado.

Async e Await

Com base nessas ocasionais dificuldades de se escrever código assíncrono, o time de desenvolvimento do C# criou uma nova técnica de se escrever código assíncrono no C#. Essa nova maneira de escrever código assíncrono no C# faz uso de duas novas keywords: async e await.

private async Task<String> DownloadAsync(String uri)
{
	try
	{
		var webRequest = WebRequest.Create(uri);
		var response = await webRequest.GetResponseAsync();

		StreamReader reader = new StreamReader(response.GetResponseStream());
		return reader.ReadToEnd();
	}
	catch(Exception)
	{
		Console.WriteLine("Error while downloading async");
	}
}

Bem mais simples, certo? O código ficou bem mais simples de entender, e ao mesmo tempo, está praticamente idêntico ao código síncrono, ou seja, sem callbacks e IAsyncResults espalhados pelo código.

Para dizermos que um método possui algum tipo de operação assíncrona, precisamos marcar o método como assíncrono, utilizando a keyword async antes do tipo de retorno do método. E quando desejamos receber o resultado de uma operação assíncrona, utilizamos a keyword await.

Importante: repare que a keyword await não faz com que a Thread bloqueie e literalmente espere o resultado da operação terminar. O que de fato acontece é que ao chegar no ponto onde há um await, o método retorna, e o que estiver abaixo (no exemplo acima, a instanciação da StreamReader e o retorno do resultado), é executado quando a operação assíncrona terminar, como se houvesse um callback mascarado.

Repare que ao invés de retornarmos uma String, retornamos uma Task<String>. Isso se deve ao fato de que o async do C# faz uso de Tasks para coordenar o fluxo de execução do código. Tasks nada mais são do que uma implementação de um conceito conhecido como Futures. Pense como se fosse uma representação de uma operação que ainda não completou, e que seu resultado ainda é desconhecido. Quando esta operação completar, quem tiver uma referência a esta Future (Task) irá ser notificado de que a operação terminou e poderá obter o resultado da operação. Então, no método acima, quando a execução chega em uma instrução que contém a keyword await, o método retorna uma Task representando a operação assíncrona que está sendo executada, neste caso, o download. Quando a operação terminar, quem estava em estado de await irá ser notificado e irá poder continuar com a execução do código.

Mais alguns exemplos

Operação assíncrona em um Loop:

public async Task<int> CountToTen()
{
	int count = 1;
	for (int i = 0; i < 10; i++)
	{
		await Task.Delay(500); //simulating async work
		count += i;
	}

	return count;
}

Neste exemplo estamos em um loop e executamos uma operação assíncrona no escopo deste loop. Como estamos usando a keyword await, a próxima iteração do loop só irá executar quando a operação assíncrona terminar.

Outra maneira de se fazer o await:

private static void PrintFromOneToThenThenFromElevenToTwentyUsingTasks()
{
	var task = 
		new Task(() =>
				Enumerable.Range(1, 10).ToList().ForEach(i =>
				{
					Thread.Sleep(10);
					Console.WriteLine(i);
				})
			 );

	task
		.GetAwaiter()
		.OnCompleted(() =>
					Enumerable.Range(11, 10).ToList().ForEach(i =>
					{
						Thread.Sleep(10);
						Console.WriteLine(i);
					})
				  );
	task.Start();

	task.Wait();
}

Neste exemplo, fazemos o await manualmente, ou seja, fazemos (grosseiramente) o que o compilador faz quando encontra a keyword await. O que acontece é que aqui pegamos um Awaiter e definimos um callback (action passada como parâmetro para o método OnCompleted) que será chamado quando a operação assíncrona terminar e pegamos o resultado (GetResult).

Conclusão

Vimos o quão fácil ficou escrever código assíncrono no C#5, ficando bastante parecido com código síncrono. Assim, conseguimos uma maior facilidade na hora de lidar com as complexidades que ocorrem quando a complexidade do nosso código aumenta.

Para saber mais, acesse a página do Async CTP na MSDN. Lá voce poderá baixar o Async CTP para o Visual Studio 2010, ou então baixar a versão CTP do Visual Studio 11 (recomendado!), baixar um Whitepaper, e assistir alguns vídeos do time do C# explicando em maiores detalhes. Publiquei também dois Gists (aqui e aqui) com alguns exemplos descritos aqui no post e mais alguns. Para mais exemplos, também recomendo acessar o 101 Async Examples

Abraços

Breno

PS: Gostaria de agradecer ao meu amigo Rodrigo Vidal por ter me ajudado e ter dado umas dicas para este post!

Written by Breno Ferreira

06/11/2011 at 20:46

Posted in C#

Tagged with , , ,

One Response

Subscribe to comments with RSS.

  1. […] algum tempo atrás, eu postei aqui no blog sobre assincronia no C# 5. Hoje irei continuar falando sobre o assunto, porém, irei […]


Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s